quinta-feira, 22 de novembro de 2007


Tudo começou na terça à tarde (dia 20)...
Com uma gilete eu tinha arranhado todo meu pulso.. sangrou pacas! :s
Coloquei uma munhequeira pra esconder e beleza.

No outro dia...
Era umas 8:30 da manhã. Eu tava na escola e tudo bem até ai.
Senti um ódio!
Uns amigos que até sabiam do serviço que eu tinha feito no pulso, pareciam que eles estavam me recriminando. Ahh.. nem deu tempo de pensar. Peguei a mesma gilete e fui pro banheiro. (Aproveitando que estava trocando de prof° na sala). Lá, cortei mais ainda. No mesmo pulso. Só que bem mais fundo. Logo minha professora chega lá, me chama, eu abro a porta... totalmente pálida e com a mão toda sangrando. Quase matei a professora do coração, ela ficou muito desesperada! Segurou minha mão, me abraçou, descemos as escadas.. e .. tava eu na sala dos diretores :S
deram um monte de algodão. E disseram que aquilo era muito serio, pediram meu telefone.. e ligaram pra minha mãe! ¬¬ Enquanto ela ainda não tinha chegado, eles iam perguntando por que, blá blá blá, perguntaram até se eu participava de alguma Ceita, ou grupo... dá pra acreditar?? Depois que minha mãe chegou a conversa foi com ela. Disseram pra ela não brigar comigo e tals, ela até chorou! :S
Depoiss.. pronto socorro. E depois.. uma clinica de psicologia!
Ahhh.. meo deuss!
E na mesma hora já fui falar com uma psicologa. Muitas perguntas.. muitas mesmo! Mais eu não conseguia falar, não tinha o que falar...

Quando cheguei em casa...
Meu pai... falou um monteee..
que eu tenho tudo, que eu sou inteligênte e não preciso disso. Resumindo: Ele só sabe falar de deus e daquela igreja Universal! ¬¬ (Odeioo!)
E hoje... bom... hoje tá tudo triste, mais tá bem assim...
Na escola, todos me olhando estranho. Olhando pra uma idota com o pulso enfaixado.
Tô comendo... almoço e janta! Sem NF nem compulsão... por enquanto.
Vai ser só eu engordar um pouco que começa tudo denovo.
Bom... pretendo fazer um outro blog, e não postar mais nesse...
Ainda não sei...

7 comentários:

Art Bitch disse...

Oi Flor...
Bebê, não faz assim meu amor.
Sério não gostei disso, qualquer coisa q vc quiser conversar eu tô aqui tá.
Bjokonas

;***

Ana Blood disse...

ai linda, que confusão, mas entendo essa necessidade... mas please, tente se cuidar, não fazer isso com vc. se machucar... adorei teu blog, tua história... desculpa a demora pra responder. te linkei ok?
tudo de bom =*

Anna.Dark disse...

Minha linda!

Nunca mais nos encontramos depois daquela vez no messene.

Que porra! Eu gosto de ti, não te quero assim..

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!

Desespero por não ter o que fazer !!

Me diz??? Posso te ajudar? Fala, qualquer coisa!!!
Eu juro que faço.

Como disse, n gosto de ver que tu te maltrata assim.

Vamos conversar. Nesse, em outro blog, no messene, qq coisa, ok?

Mas me fala. Manda mail. To te esperando!

Beijo, enorme!!!

diet-boy disse...

ái ái
te prepara, pq quando descobrirem q vc faz dieta, vai complicar mais ainda...
cuidado com a psicologa...

boa sorte^^

Sucesso pra vc...^^

Anônimo disse...

Vista roupas com as quais você sinta-se confortável. Não use roupas muito justas ou que restrinjam os seus movimentos. Não adie a compra de roupas que você gosta, faça isso agora ! Vista-se de maneira a expressar você mesma, não para impressionar os outros. Você deve se sentir bem nas roupas que usa.

Corte as etiquetas das suas roupas. O tamanho nas etiquetas não deve determinar o seu humor, seus sentimentos ou sua maneira de se “ver”.

Fique longe das balanças. Na verdade, mantenha distancia delas. Se o seu peso necessita ser monitorado (no caso da anorexia), deixe para se pesar a cada dez dias. Quanto você pesa, nunca deve afetar sua auto-estima ou o senso de quem você realmente é.

Antes de se olhar no espelho, pense de maneira otimista. Quando você começa o seu dia, decida como você está se sentindo antes de se ver no espelho. Ninguém parece bem com uma “cabeça ruim”, cheia de maus pensamentos sobre si mesma, e, seus sentimentos e humor não são determinados pelo reflexo do que você vê (lembre-se que os distúrbios alimentares estão diretamente ligados a uma distorção da imagem corporal). Comece seu dia com auto-afirmações, relaxando com um banho, pensando nas coisas positivas que via fazer durante o dia,e pensando em todas as coisas que você tem na sua vida, que estão bem.

Fale com você no espelho. Focalize a sua “visão” nas partes do corpo que você gosta e lembre a si mesma que é certo apreciar aquilo que você vê.

Fique longe das revistas de moda e dietas. Na realidade, a maioria das mulheres nas revistas, focalizam um ideal de beleza que ninguém na vida real pode ter. Isto acontece porque as revistas mantêm uma equipe de profissionais para transforma-las no que as fotos se parecem : perfeitas. Produtoras de moda, maquiadores, cabeleleiros, especialistas em iluminação, e programas de computador para retoques de fotos (como “airbrush”). Você somente pode “olhar” para estas revistas sabendo que elas são “oura fantasia”, por isso é melhor dizer “adeus” para elas. Invista em revistas que contribuem para “quem você é”: revistas de noticias, revistas que se relacionam com Hobbes ou interesses específicos seus (arte, musica, esportes, comportamento, etc...)

Faça uma lista com o titulo de “por que eu gosto de mim”. Pense em todas as coisas sobre você que VOCÊ goste : você é honesta ? criativa ? inteligente ? leal ? brincalhona ? Pense em todas as pelas quais você merece se amar e escreva-as. Pendure esta lista no seu espelho ou em outro lugar, mas a mantenha ‘sempre a mão “para que você possa se lembrar” dessas coisas “que a fazem sentir bonita” de verdade ““.

Separe um tempo para fazer coisas “boas” para o seu corpo. Uma vez por mês faça uma massagem, manicora, ou limpeza de pele. Tome um banho gostoso. Compre loções hidratantes ou óleos que tenham um cheiro gostoso ou que provoquem uma sensação gostosa na sua pele e trate de você mesma. Durma quando sentir necessidade (mesmo eu seja num horário que os “outros” não estão dormindo), apenas porque você quer e pode.

Assume ‘riscos “para mudar a si mesma. Pense em coisas que você normalmente não faz e tente faze-las (você descobrira que o mundo não irá ‘desmoronar”) Ex: se você sempre sai de casa com maquiagem, tente sair de casa sem, experimente um novo corte de cabelo, fique o fim de semana todo de pijamas, lave a louça do jantar só no dia seguinte. A questão é: maquiagem, cabelo, roupas, organização extrema, NÃO fazem de você o que você é. Prove isso.

Vá a lugares aonde você nunca vai sozinha. Você já foi ao cinema sozinha ? Ou tomou um sorvete na sorveteria sozinha ? estas são experiências de grande valor, o tempo gasto com VOCÊ mesma, e, está é a primeira pessoa que você precisa para aprender como se amar,e se agradar, deve ser valorizado. Você não é “alguém ‘ só quando está com outras pessoas; você é alguém, independentemente de outras pessoas”.

Esteja alerta para combater as “vozes negativas”. Quando aquela “vozinha” da “condenação” fica pulsando dentro da sua cabeça tentando lembra-la o quão “horrível” (ou qualquer outro sentimento negativo) você pensa que é, PARE e transforme estes pensamentos negativos em positivos (pegue a sua lista de qualidades (porque eu gosto de mim, do tópico anterior). NINGUÉM É PERFEITO (lembre-se do perfeccionismo) quando você se perceber sendo auto critica, pare imediatamente, e de a você mesma um elogio (lembre-se dos seus pontos positivos).

Mantenha-se ativa. A “terapia do movimento” é algo que ajuda a melhorar o senso de “eu” de cada um . Experimente Yoga ou Tai Chi, aulas de karate, caminhadas, andar de bicicleta ou nadar (evite os esportes competitivos). Reserve trinta minutos, 3 vezes por semana, para dar uma caminhada. Seja ativa, mas não faça da atividade física uma “escravidão”, nem a utilize como comportamento compensatório. Não pense nos exercícios como “forma d emagrecer”, mas sim como uma fonte de prazer e saúde.

Peça “um abraço” quando você precisa de um. O abraço pode ser traduzido com um carinho. Algumas vezes, não existe nada melhor, nem mais necessário, do que um carinho e/ou uma palavra especial de alguém que se importa com você,mas, mesmo aqueles que nos amam, não são capazes de “ler a sua mente”. Diga para a eles quando você estiver tendo um dia ruim e peça um carinho, um ombro para amparar, ou um ouvido para ouvir.

Mafalda disse...

oi linda!
noxa, nem kero acreditr!bem e natural k tehs deixad td a gent preocupad!ms fg raparig!cortar em cima do pulso ja cortado?:x
bem miuda apoiaT nexe psic pf!!!
se cuida!
bjuh*

Anônimo disse...

escute seu pai